Triangle Circle Shapes
Square Cross Shapes

F.E.A.R.

  • PS3

Testemunha um terror sobrenatural moderno e utiliza armas e granadas contra um horror de outro mundo.

  • Lançamento: Já à venda
  • Género: Shooter
  • Editor: Vivendi Universal Games
  • Programador: Monolith
    generic-dualshock4-two-column-01-ps4-eu-17sept14

    No papel de um novo recruta da equipa F.E.A.R. (First Encounter Assault Recon), és colocado directamente na linha de fogo quando uma misteriosa força paramilitar se infiltra num complexo de alta segurança. Quando a primeira equipa de intervenção enviada para o local é eliminada de uma forma violenta e sobrenatural, o governo requisita a F.E.A.R.

    Uma mistura visceral de combate na primeira pessoa e horror de sobrevivência, F.E.A.R. leva ambos os géneros a um novo nível. Este jogo já conquistou vários galardões no PC e a versão de PlayStation 3 promete aumentar ainda mais a acção e terror para os jogadores da nova geração.

    Utiliza um leque de armamento moderno como caçadeiras, metralhadoras, armas de precisão e arpões contra um inimigo sobrenatural de tremendo poder. Mas não estás indefeso, já que podes ganhar vantagem sobre a astuta inteligência artificial dos inimigos enquanto abrandas o tempo para distribuir chumbo antes que estes consigam reagir. Os fabulosos efeitos visuais fazem com que cada confronto e cada tiroteio se transformem num espectáculo pirotécnico com faíscas, vidros estilhaçados e paredes despedaçadas.

    O suporte multijogador coloca esta acção frenética online e desafia os teus reflexos e pontaria enquanto enfrentas adversários humanos que não oferecem nem esperam qualquer tipo de misericórdia.

    • O jogo de acção na primeira pessoa mais assustador de sempre
    • F.E.A.R. já conquistou vários prémios no PC
    • Acção multijogador online que desafia as tuas habilidades em confrontos contra os teus amigos
    F.E.A.R screenshot 3

    Não temos nada a temer, a não ser o próprio F.E.A.R.

    Talvez queiras deixar as luzes acesas para este... é F.E.A.R. para PlayStation 3.

    F.E.A.R. significa First Recon Assault Encounter (Força de reconhecimento e assalto em encontros imediatos de primeiro grau) - uma extensão secreta do Exército dos Estados Unidos para defender vários interesses de segurança nacional contra as ameaças de natureza paranormal ou sobrenatural.

    Casa assombrada
    Ignorando o facto de que F.E.A.R. parece ser um nome pouco adequado para uma equipa de assalto encarregue de eliminar fantasmas e zombies, o jogo coloca-te na pele de um membro (sem nome) da equipa de reconhecimento que dá título ao jogo. Cabe-te abater um homem misterioso, Paxton Fettel, que assumiu o controlo de um batalhão de super-soldados clonados controlados telepaticamente e tomou de assalto o edifício da Armachem Weapons Technology Corporation, assassinando todos os seus ocupantes. Ah! E as autoridades recuperaram filmagens de Fettel, aparentemente, a comer algumas das suas vítimas. É, sem dúvida, uma missão para F.E.A.R.

    Aquilo que primeiro te impressiona em F.E.A.R. são os seus magníficos visuais. A casa de programação levou a produção cinematográfica aos limites, com um guião envolvente, talentos vocais de excelência e uma sequência de abertura que te suga imediatamente para a acção. As animações são excelentes e os soldados inimigos são construídos em torno de um modelo de boneca de trapos, pelo que reagem na perfeição aos disparos e efeitos ambientais, tais como explosões. Feixes de luz a rasgar os céus, a relva e as árvores a dançarem na brisa suave e os reflexos oscilantes na superfície de poças de água - é quase um cenário campestre se ignorares as batalhas apocalípticas e o espectáculo de terror em grande escala que se desenrola em volta. Aqui, o principal ponto de referência é o terror, em particular do tipo popularizado pelos filmes de terror japoneses, como Ring, Águas Passadas e Ju-On: A Maldição. À medida que avanças nos níveis, és atormentado por acontecimentos verdadeiramente aterradores. Bebés a chorar que não consegues ver, misteriosas luzes e nuvens, flashes momentâneos de cadáveres mutilados e almas perdidas, figuras sem rosto a atravessarem portas à tua frente: há de tudo e em abundância. No coração de tudo isto, está uma rapariga fantasmagórica com um vestido vermelho chamada Alma, que aparece em vários pontos durante o jogo, com consequências normalmente assustadoras e relacionadas com a morte. F.E.A.R. utiliza todos os truques nos manuais de filmes de terror para te manter com os nervos em franja, mas o mais elaborado de todos são as sequências de terror alucinogénias, que conseguem ser verdadeiramente perturbadoras e, simultaneamente, revelar mais acerca da história subjacente ao jogo.

    No entanto, não vais querer entrar nisto sem armas. O arsenal ao teu dispor é extremamente equilibrado, incluindo armas semi-automáticas, armas de assalto mais pesadas, caçadeiras de combate (que cortam - literalmente - os inimigos ao meio), o Penetrator (que dispara estacas de metal e prega os inimigos às paredes) e uma impressionante colecção de granadas e minas. Também podes escolher uma segunda pistola, o que te permite disparar com as duas mãos, uma opção especialmente brilhante no estupendo modo Slo-Mo de F.E.A.R..

    A vida em câmara lenta
    A técnica Slo-Mo permite que lances tudo com o tempo de bala, o que significa que podes atingir vários inimigos num piscar de olhos. Enquanto estás no modo Slo-Mo, há uma barra que decresce rapidamente, pelo que não podes estar constantemente no modo de câmara lenta, mas podes recolher impulsionadores de reflexos e aumentar permanentemente a duração da tua barra. Trata-se de uma função que serve o duplo objectivo de te dar vantagem na batalha e fazer com que te sintas a estrela do teu próprio filme de acção, encaixando-se bem na natureza cinematográfica do jogo. A Inteligência Artificial do Inimigo é extremamente boa, na medida em que os soldados rivais trabalham em equipa, atacam pelos flancos, lançam granadas para acabar com o teu esconderijo e, em geral, utilizam todos os truques sujos para tentarem eliminar-te. À medida que avanças no jogo, os soldados clonados dão lugar a manifestações fantasmagóricas, cada uma com o seu próprio padrão de ataque, comportamento e pontos fracos - a luta pela sobrevivência nunca foi tão difícil. No entanto, o aspecto mais importante de F.E.A.R. é a atmosfera criada. Vais estar constantemente em sentido ao explorares os níveis, sem teres a certeza se acabaste de ver algo estranho pelo canto do olho... ou não. Muitas destas sensações devem-se ao excelente design do som e a uma eficaz utilização do silêncio e da música. Criar verdadeiro medo num jogador é um feito extraordinário e F.E.A.R. consegue fazê-lo a cada cinco minutos. Só não te esqueças de deixar as luzes acesas se quiseres voltar a dormir. Fica de olho na eu.playstation.com para acederes a muitos mais conteúdos F.E.A.R., brevemente.

    • Jogadores

       Jogadores

    • Funcionalidades de rede

      Funcionalidades de rede

    • Jogo em rede

      Jogo em rede

    •  
    •  
     
     

    Vê-o em ação

    Vídeos e imagens