Triangle Circle Shapes
Square Cross Shapes

BioShock

  • PS3

Bem-vindo a Rapture.

  • Lançamento: Já à venda
  • Género: Shooter
  • Editor: 2K Games
  • Programador: 2K Marin
    BioShock Featured Image

    O BioShock apresenta aos jogadores a cidade submarina abandonada em estilo Art Deco que dá pelo nome de Rapture, um mundo emocionante repleto de personagens fascinantes, inimigos inteligentes e complexas escolhas morais.

    Depois de o teu avião se despenhar em águas geladas desconhecidas, descobres um batíscafo ferrugento e desces até à assombrosamente bela cidade de Rapture, uma cidade que se atravessa escondida nas profundezas do mar.

    Construída como uma sociedade ideal para um grupo de cientistas, artistas e industriais escolhidos a dedo, o seu espírito desapareceu há muito. Com cadáveres espalhados pelas ruas, guardiães poderosamente selvagens conhecidos como Big Daddy's percorrem as entradas, ao mesmo tempo que misteriosas rapariguinhas saqueiam os corpos e monstros geneticamente modificados te preparam emboscadas a cada esquina. 

    Com a sua rica história, atenção meticulosa ao detalhe visual, acção tensa e um valor de repetição quase infinito, o BioShock proporciona a mistura perfeita entre a narrativa e a acção na primeira pessoa.

    • Personaliza a tua experiência modificando geneticamente o teu corpo através de dúzias de Estações Plasmid que transformam o teu corpo na arma mais avançada

    • Tu é que decides se vais explorar ou salvar os inocentes sobreviventes de Rapture

    • Apresenta um Modo de Sobrevivência completamente novo que torna os inimigos mais fortes, os recursos mais preciosos e os jogadores muito mais vulneráveis

    BioShock Featured Image

    Bem-vindo a Rapture

    Filosófico, assustador, intrigante e emocionante, BioShock é um clássico atmosférico para a PlayStation 3.

    "A minha filosofia é, essencialmente, o conceito de homem como um ser heróico, com a sua própria felicidade como objectivo moral da sua vida, os feitos produtivos como a sua actividade mais nobre e a razão como o seu único absoluto." Ayn Rand.

    A filosofia de Ayn Rand, a escritora, dramaturga e guionista americana, não é uma inspiração comum para um jogo de vídeo e comum é um termo que ninguém escolheria para descrever BioShock. O seu sentido de estilo, a liberdade que dá ao jogador e a sua história fascinante já lhe garantiram o estatuto de clássico.

    Criado em 1946 pelo magnata e idealista, Andrew Ryan, Rapture estava destinado a ser um paraíso de liberdade e riqueza, um refúgio do que Ryan via como autoridade política, económica e religiosa cada vez mais opressiva. Era habitado pelos cidadãos mais merecedores do mundo e alimentado por vulcões submarinos e, durante vários anos, a visão era uma realidade. Contudo, a descoberta de ADAM e EVE - células estaminais colhidas de lesmas marinhas até à data desconhecidas que aceleram a pesquisa genética e criam a indústria dos plasmídios, oferecendo poderes super-humanos a pessoas normais - perturba o equilíbrio social e corrompe os ideais de Ryan.

    Em 1960, o teu avião despenha-se algures no Atlântico. Como o único sobrevivente, nadas até um farol que se encontra nas proximidades, onde descobres a batisfera que te transporta para Rapture. As leis da sociedade já não existem. Sozinho, tens de utilizar tudo o que encontrares para enfrentares os Splicers geneticamente controlados e os sistemas automáticos que patrulham a Utopia falhada.

    Paraíso perdido

    A característica mais evidente de BioShock é o seu aspecto cinematográfico, que guia o jogador através de uma história rica e madura, sem nunca limitar a liberdade de exploração. O aspecto, a impressão e os sons do luxo dos anos 50, agora negligenciados e manchados de sangue, são recriados através do jogo, resultando num título com estilo que te fará admirar as paisagens, ao mesmo tempo que te põe os cabelos em pé.

    Graças à atmosfera tangível - Rapture tem um dos mais memoráveis ambientes de jogo alguma vez criados - e aos seus terríveis habitantes, BioShock é um jogo muito assustador. Muitos jogos baseiam-se no silêncio para criar uma atmosfera aterradora, mas neste caso, o barulho é uma constante. Os Splicers são cidadãos normais transformados em loucos através de alteração genética. Ouvir os seus murmúrios enquanto dobras uma esquina é o suficiente para te fazer pensar duas vezes se queres continuar não só porque parecem e soam grotescos, mas também porque são extremamente fortes, devido à impressionante Inteligência Artificial.

    Esta IA é um dos três principais motivos para a jogabilidade soberba e libertadora de Bioshock; os outros dois motivos são o visual dos níveis e o brilhante sistema de Plasmídios. À semelhança de muitos outros atiradores, estás equipado com um arsenal que inclui pistolas, espingardas, lança-granadas, entre outros, todos personalizáveis. Podes entrar numa sala a disparar todas as armas ou manter-te na sombra, numa abordagem um pouco mais sub-reptícia: quando descobres os Plasmídios, as coisas tornam-se um pouco mais subtis e podes começar a pensar criativamente sobre a tua sobrevivência.

    Poder Plasmídio

    Os Plasmídios são poderes especiais desenvolvidos através da pesquisa de células estaminais, como a capacidade de incinerar, electrocutar ou congelar um inimigo ou objecto, a telecinese, um enxame de insectos que ataca os teus inimigos e muitos outros. Há até um poder que enraivece os Splicers e os coloca a lutar uns contra os outros, enquanto tu observas a luta à espera de aniquilares os sobreviventes

    Vais dar por ti a avaliar cada situação e a experimentar os diferentes Plasmídios, dependendo do ambiente e das fraquezas específicas dos inimigos, que descobres ao tirar fotos de pesquisa - só por si um mini-jogo viciante. Assim que dominares cada Plasmídio, podes começar a manipular o ambiente em teu benefício. Podes, por exemplo, pegar fogo a um Splicer e electrocutá-lo apenas quando salta para uma piscina para apagar as chamas. Se um Splicer num grupo estiver armado, podes enraivecê-lo e fazer com que dispare contra os outros e depois congelá-los ali mesmo, para garantir que passas por eles em segurança. Tudo isto é possível porque os inimigos são suficientemente inteligentes para serem temíveis e imprevisíveis, mas lógicos.

    Brincar com os teus sentimentos é algo que o jogo faz de forma brilhante, particularmente quando tens de decidir se matas ou salvas as Little Sisters - rapariguinhas que transportam ADAM precioso na sua corrente sanguínea. Se as matares ficas com o seu ADAM; se as salvares ficas com menos ADAM, mas com a promessa de uma recompensa posterior. E a tua decisão afecta a história. Antes mesmo que possas tomar essas decisões, contudo, tens de derrotar o Big Daddy que protege cada Little Sister, o que pode ser verdadeiramente assustador.

    Bioshock transpira qualidade, conduzindo-te através de uma história na qual irás pensar durante semanas após teres jogado. Todos os jogos causam uma reacção, mas muito poucos te fazem pensar como este.

    A Utopia de Andrew Ryan pode ter falhado, mas Rapture é o paraíso para os proprietários de uma PS3.

    • Dolby 5.1

      Dolby 5.1

    • 1080p

      1080p

    • Jogadores

       Jogadores

    • Tem conteúdo transferível

      Tem conteúdo transferível

    • 720p

      720p

    • 1080i

      1080i

    •  
    •  
    •  
    •  
     
     

    Vê-o em ação

    Vídeos e imagens