Ótimos jogos de stealth PS4: Guia essencial do comprador

Doze maneiras nitidamente diferentes de praticar infiltração, assassinato e exploração antes de escapar sem deixar vestígios.

Metal Gear Solid V: The Phantom Pain

Por que é essencial: o conjunto da obra "Tactical Espionage Action" já passou por diversas revisões, histórias paralelas e flertes com variados níveis de ação para complementar toda espionagem e lançamento de dardos tranquilizantes pelas guardas patrulheiras.

Aquele equilíbrio sutil entre não ser visto e, de repente, ter que tomar uma decisão instantânea assim que alguém coloca os olhos em você atinge o apogeu da jogabilidade no Metal Gear Solid V e em seu prólogo Ground Zeroes.

Snake, o protagonista da série, nunca teve tanto controle minucioso, nem foi tão capaz de voltar a ficar oculto depois de enfrentar inimigos atirando à distância ou em espaços fechados.

Dishonored 2

Por que é essencial: jamais um lugar se sentiu tão habitado e incrementado com a cidade de Karnaca, em Dishonored 2. Lotada de entrepisos apertados e precipícios profundos, ela proporciona amplas oportunidades de exploração para surpreender os adversários depois de observá-los e planejar o ataque minuciosamente. Nessa sequência, você pode escolher jogar como Corvo Attano, o protagonista original, ou como Emily Kaldwin, a Imperatriz das Ilhas, cada um deles com seus próprios poderes.

Sabedoria profunda, oculta em livros opcionais e no conteúdo de conversas ouvidas disfarçadamente, se mistura a poderes sobrenaturais que possibilitam a dobra do tempo e a forças distantes e de outros mundos. Ambos os mundos desse jogo reagem à quantidade de letalidade que você distribui: mate muitos inimigos, e o mundo mergulha nas trevas. Deixe-os incapacitados e ocultos, e, talvez, você consiga salvá-lo.

Hitman 2

Por que é essencial: com sua cabeça careca e tatuagem de código de barra, o assassino profissional Agent 47 tem assumido missões mortíferas por quase 20 anos, e a ocorrência mais recente, Hitman 2, é uma série constantemente atualizada de experimentos de assassinato.

Cada nível apresenta um ambiente repleto de possibilidades. Praticamente todas as pessoas têm sua própria lista de tarefas a cumprir e, depois que todas foram despachadas, já não se sabe mais se as roupas são roupas mesmo ou disfarces. Isso possibilita acesso a novas áreas, onde riscos ambientais podem ser transformados em armadilhas para despachar um alvo primário.

E, obviamente, quando o Agent 47 consegue chegar perto o suficiente, sempre dá para sujar as mãos com uma gama de opções letais também, que, ou são escolhidas antes do início da missão, ou são arrancadas do ambiente durante o trajeto.

Assassin's Creed Syndicate

Por que é essencial: enquanto os dois últimos jogos de Assassin's Creed ocorrem no período inicial da franquia, com os jogadores explorando mundos vastamente abertos da Grécia e do Egito antigos, muitos dos episódios da série ocorrem em ambientes mais modernos, como a Itália renascentista ou a Paris da Revolução Francesa.

A mais sofisticada dessas aventuras é Assassin's Creed Syndicate, que se passa em Londres, no período vitoriano. Os jogadores cruzarão toda a densidade e a agitação da cidade usando o novo gancho de fixação, supostamente a forma mais rápida de travessia (especialmente quando você está passando da rua para o telhado), o que se encaixa perfeitamente ao movimento de parkour nas alturas, tão característico da série.

O foco em não ser visto significa que é necessário ter olhos de águia e um pouco de pré-planejamento para atingir seus alvos, o que leva a ataques de tirar o fôlego e fugas de arrancar os cabelos, depois da consumação do fato.

 

Sniper Elite 4

Por que é essencial: a Rebellion, desenvolvedora da série, acabou conseguindo criar uma das mecânicas mais visceralmente prazerosas que já existiram ao fazer a junção de um sniper solitário vagando incógnito pelas bases nazistas da Segunda Guerra Mundial com um talento incomum por mandar balas zunindo em câmera lenta na direção aos alvos.

As mortes são mostradas com zooms multiníveis que acompanham desde o gatilho sendo puxado até o impacto final do projétil, com imagens de raio-x de ossos e tendões sendo destruídos com precisão quase balística. A recompensa do jogo pela busca cuidadosa por eixos visuais é uma série de assassinatos de acabar com qualquer Reich, e que nunca parecem ficar entediantes, nem mesmo depois de quatro jogos.

 

Alien: Isolation

Por que é essencial: a maioria dos jogos de stealth tendem a ter um desequilíbrio de poderes entre o jogador e o mundo, para que se possa criar uma sensação de tensão. Contudo, talvez não exista desequilíbrio maior do que ser implacavelmente perseguido pelo xenomorfo que dá nome aos filmes Alien.

No papel de Amanda, filha da personagem Ellen Ripley do filme, você está preso em uma velha estação espacial, onde cada ventilação e entrepiso pode esconder ums criatura pavorosa pingando ácido do outro lado. Acrescente-se aí alguns humanos sobreviventes e uns robôs meio quebrados, e você terá uma sensação quase constante de terror que faz com que cada fuga bem-sucedida seja sentida como uma onda de alívio inebriante.

Invisible, Inc. Console Edition

Por que é essencial: espionagem corporativa futurística pode não soar como uma aventura de tirar o fôlego, mas, quando fatores como mapas, pontos estratégicos e posicionamento do inimigo são sempre gerados aleatoriamente, o planejamento meticuloso nesta versão de stealth com estratégia de jogada por turnos se transforma em uma novidade incrível.

Acrescente-se a isso diversos agentes com diferentes missões e habilidades individuais que se adaptam às suas estratégias instantaneamente, e você terá a receita para um jogo com desafios e recompensas quase infinitos, o que é bom, porque, se um agente for assassinado, ele sumirá da sua lista para sempre.

Mark of the Ninja: Remasterizado

Por que é essencial: diferentemente dos outros jogos desta lista, o Invisible Inc., jogo furtivo da Klei Entertainment, é definitivamente mais voltado à ação (e mais direto). Na posição de ninja vingador que vai cortando e empalando seus inimigos pelo caminho, avançando pelos níveis escurecidos de rolagem lateral, o elemento surpresa é sua principal arma.

Com a habilidade de aniquilar fontes de luz, deslocar-se em um cabo aéreo de um ponto a outro, esconder-se atrás de objetos em primeiro plano e usar ferramentas ninja para fugir e escalar paredes com facilidade, cada nível dá a sensação de um puzzle de stealth a ser solucionado. Além disso, os resgates ninja e as recompensas bônus por conseguir ficar completamente invisível oferecem razões para você voltar aos níveis.

Volume

Por que é essencial: Mike Bithell, desenvolvedor independente, projetou níveis verdadeiramente inteligentes para complementar sua temperamental história de stealth, mas os assaltos não param quando a história termina.

Diferentemente dos outros jogos desta lista, o compartilhamento e os níveis gerados pelo usuário no Volume significam que existe uma quantidade gigante de conteúdo adicional para ser digerido, tudo desenvolvido com base no simples uso de distração e nos rápidos movimentos deste jogo, para evitar ser visto pelas guardas patrulheiras à espreita.

Mostrado em uma simples perspectiva de cima para baixo, que homenageia as primeiras missões de VR dos jogos de Metal Gear Solid, o estilo artístico clean e o design inventivo se misturam perfeitamente com uma música mais densa e com jogabilidade por tentativa e erro, que vão fazer você proferir o clássico bordão dos jogos de stealth que não se consegue parar de jogar: "Só mais uma vez…"

Deus Ex: Mankind Divided

Por que é essencial: este jogo comprova o incrível trabalho de desenvolvimento de níveis que o estúdio Eidos-Montréal realizou com Deus Ex: Mankind Divided, de modo que você certamente não precisa jogar Deus Ex como um jogo estritamente de stealth. Você vai usufruir infinitamente mais desse jogo se explorar cada mínimo cantinho desse mundo imersivo enquanto permanece sem ser detectado, para revelar uma miríade de segredos em cada nível.

Juntamente com uma jogada não letal, esse trabalho dá ao jogo, como um tudo, o efeito de um simulador tecno-ninja escondendo-se de guardas patrulheiros, silenciosamente incapacitando-as e passando por cima de equipamentos eletrônicos para ocupar sua posição estratégica, de uma maneira distintamente exclusiva ao ritmo e à construção de mundo desta franquia.

Aragami

Por que é essencial: o Aragami incorpora uma profundidade absurda e um conjunto de habilidades surpreendentemente inventivas à mecânica central da manipulação de sombras, sendo prudente não tentar fazer mais do que é necessário para manter a mecânica revigorada, à medida que novos poderes forem sendo desbloqueados.

Existem vários jogos com temática ninja em nossa lista, mas este aqui bebe profundamente da fonte da estética japonesa, combinando música densa com narração suave para contar a história de um assassino encapuzado que tem a capacidade de carregar as sombras consigo para se colocar em posição de vantagem em relação aos guardas desavisados.

ECHO

Por que é essencial: Para além do cenário barroco e deslumbrante do enorme Palácio de Echo, esconde-se um profundo secreto: este lugar permanece observando constantemente a protagonista, En. Desde a forma como ela se mexe e os ataques que ela usa até os caminhos que percorre: tudo isso é usado para gerar cópias assassinas que reproduzem toda a rota do dia anterior dentro da mansão, na tentativa de matá-la.

Isso cria um desafio absolutamente diabólico, no qual você precisa avaliar não somente aquilo que está sendo feito no presente, à medida que você se movimenta sorrateiramente, mas também tudo o que foi feito antes. O Palácio está constantemente se adaptando e reagindo ao seu estilo de jogo, literalmente transformando você em seu próprio inimigo.