ELECTRO DESLIGADO!

Entre na cela de ficção científica que Electro ocupava na Raft

Por Kat Farrel 

Electro foi apreendido e levado à sua cela especial na Raft, depois de um confronto eletrizante com o Spider-Man em Nova Iorque. Fontes no interior da prisão dizem que os responsáveis prisionais não deixaram nada ao acaso para o seu novo recluso elétrico, afirmando que a cela dele parece saída de um filme de ficção científica. Nesta cela rodeada de tubos de PVC que não conduzem eletricidade e forrada com um chão de borracha, Electro nem sequer será capaz de criar eletricidade estática.

Os cidadãos que viviam aterrorizados por este criminoso superpoderoso podem finalmente descansar sabendo que Electro vai cumprir a sua pena em modo de baixo consumo.

 
 

OSBORN PROCURA O HAT-TRICK

Outra ronda para o Presidente Osborn

Por Ben Urich

O Presidente da Câmara Norman Osborn anunciou a sua terceira candidatura a presidente da câmara. Depois de a Câmara Municipal ter aprovado uma lei — criada pelo Presidente Osborn — que remove o limite de mandatos do gabinete do presidente, Osborn vai ter uma oportunidade sem precedentes para concorrer ao seu terceiro mandato consecutivo.

"A cidade prosperou sob a minha administração. Acredito que podemos ir ainda mais longe se for eleito outra vez." — declarou Osborn à imprensa.

A nova plataforma de Osborn foca-se em melhorar a segurança em toda a cidade e promete "acabar com a dependência que a cidade tem de vigilantes mascarados, como o Spider-Ameaça" através do fornecimento de mais "apoio" à força policial, presentemente sem mãos a medir perante a atividade criminosa, entre outras iniciativas.  

Osborn não nos dececionou. Poderá um terceiro mandato ser o que a sua administração precisa para ficar na história da nossa cidade?  

ADEUS, JJJ

Editor perene encontra oportunidade no formato digital

Por Robbie Robertson

O Daily Bugle diz adeus ao seu editor de longa data J. Jonah Jameson. Após décadas de liderança, o enérgico e obstinado jornalista vira a sua atenção para os podcasts.

Jameson dedicou a sua carreira a tornar o Daily Bugle naquilo que é hoje — o melhor jornal de Nova Iorque — e publicou notícias bombásticas que contavam as verdades que outros jornais não tinham a coragem de imprimir. A sua personalidade temerária sempre procurou fazer um jornalismo empolgante que lhe valeu várias das maiores distinções nacionais e uma prestigiosa proposta para publicar um livro.

Independentemente do meio em que o faz, Jameson promete continuar a relatar notícias arrojadas aos nova-iorquinos da forma ousada que o caracteriza. 

 
 
 
 

O MANIFESTO DESTINO DE FISK

O mundo é de Fisk, nós só cá vivemos
Por Kat Farrel

Ao lado da palavra "monopólio" está uma fotografia de Wilson Fisk, o diretor executivo da Fisk Construction. As suas gruas dominam os céus e as suas famosas vigas de aço suportam os esqueletos da maioria dos arranha-céus mais altos de Nova Iorque. Como a cidade é essencialmente sua, Fisk procura expandir internacionalmente o seu império.

Há quem olhe com preocupação para as suas aspirações globais, mas o que interessa isso quando ele salvou a nossa classe média e a nossa classe operária praticamente sozinho? Centenas de nova-iorquinos outrora desempregados têm agora trabalho, enquanto empresas de todo o mundo lutam por conseguir alugar espaço nas torres comerciais de Fisk.

Fisk é tão bem-sucedido que até investe os seus próprios rendimentos em novos projetos. Apesar de isto poder parecer uma prática um pouco suspeita, é melhor um magnata que veio do nada financiar-se a si mesmo do que usar os dólares dos contribuintes.

Fisk pode expandir a sua empresa para outros países e outros mundos se quiser. A influência que este magnata teve na formação da silhueta de Nova Iorque é de tal forma grande, que podemos dizer que este é o mundo de Fisk. Nós só vivemos nele — ou, na realidade, alugamo-lo.

 
 

O HOMEM POR DETRÁS DA ARANHA

Os leitores enviaram as suas opiniões sobre a verdadeira identidade de Spider-Man

Bryan I., Manhattan: "Aposto que é uma aberração de um circo que já faliu e que faz o que faz porque tem saudades da emoção do trapézio. Está à vista de todos: ele baloiça de edifício em edifício como se fizesse isso desde que nasceu.

James S., Bronx: "Não sei quem ele é, mas sei o que ele é — um criminoso. Se o Spider-Man estivesse realmente do nosso lado, mostrava a cara. Caso contrário, não é melhor do que os bandidos mascarados que prende.

Jacinda C., Centro de Manhattan: "Deve ser um daqueles viciados no ginásio que gosta de pavonear os músculos.

 
 

PENTHOUSES PILHADAS

Assaltos a ricos sem pistas
Por Betty Brant

Uma vaga de assaltos que vitimou a elite de Nova Iorque deixou a polícia a coçar a cabeça. Quem seria parvo o suficiente para assaltar os ricos e poderosos de Nova Iorque? Aparentemente, alguém familiarizado com os sistemas de segurança sofisticados das suas casas, normalmente usados por museus de arte e importadores de diamantes.

As autoridades não têm pistas que confirmem se as entradas forçadas foram efetuadas por um ladrão ou um bando de ladrões. As nossas fontes na polícia afirmam que o ladrão deixa uma "assinatura" em cada local do crime, o que confirma a suspeita da polícia de que não é um ladrão banal que está a assaltar a elite da nossa cidade.

As famílias mais ricas da cidade exigem justiça e estão a pressionar cada vez mais a polícia para que este caso seja resolvido. E, se o caso continuar sem solução, diz-se que as vítimas vão contratar forças exteriores para desmistificar o bandido milionário e trazê-lo à justiça.

 
 
 
 

Partilhar edição n.º 1

 
 

© Marvel 2018

 
 

EDIÇÕES DO DAILY BUGLE