espaço reservado

ELECTRO DESCONECTADO

espaço reservado
Entre em sua cela de ficção científica na prisão Raft


Por Kat Farrell

Electro foi preso e mandado para sua própria cela especial na Raft após uma brincadeira de alta tensão pela cidade com o Spider-Man. Fontes internas dizem que agentes penitenciários não se descuidaram de nada com seu novo presidiário eletrizante, afirmando que sua cela parece saída de um filme de ficção científica. Cercado por canos de PVC não condutores e com o chão revestido de borracha, Electro conseguirá causar no máximo um choque estático.

Os cidadãos que viviam com medo do criminoso superpoderoso agora podem ficar tranquilos sabendo que Electro cumprirá sua pena em modo de baixa potência.

OSBORN VAI ATRÁS DO TERCEIRO MANDATO

Mais uma rodada para o prefeito Osborn
Por Ben Urich

O prefeito Norman Osborn anunciou sua terceira candidatura para prefeito. Depois que a câmara municipal lançou um projeto de lei (conduzido pelo prefeito Osborn) que extingue os limites de mandatos da prefeitura, Osborn está livre para atingir a meta inédita de um terceiro mandato consecutivo.

“A cidade prosperou com minha administração. Creio que se podem obter coisas muito melhores com a reeleição”, declarou Osborn à imprensa.

A nova plataforma de Osborn é centrada na melhoria da segurança em toda a cidade, com promessas de “acabar com a dependência que a cidade tem dos vigilantes mascarados, tais como o ameaçador Spider-Man”, oferecendo melhor “apoio” à força policial, que já está assoberbada, além de outras iniciativas.

Ele não nos desapontou. Será que um terceiro mandato será o decisivo para sua administração?

ADEUS, JJJ!

O editor perene encontra oportunidade no mundo digital
Por Robbie Robertson

O Clarim Diário dá adeus a seu editor de longa data, J. Jonah Jameson. Após décadas de liderança, o jornalista exaltado e teimoso muda seu foco para os podcasts.

Jameson dedicou sua carreira a transformar o Clarim Diário no que é atualmente: o jornal mais importante da cidade de Nova York, publicando notícias impactantes que veiculam a verdade que os demais jornais não têm a tenacidade de publicar. Sua coragem de fazer jornalismo convincente lhe rendeu vários dos principais prêmios do país e um prestigioso contrato de livro.

Independente de como ele fará isso, Jameson jura que vai continuar oferecendo sua marca registrada de notícias ousadas aos cidadãos de Nova York.

O DESTINO MANIFESTO DE FISK

É o mundo de Fisk: nós só vivemos nele
Por Kat Farrell

Próximo à palavra “monopólio” está uma foto de Wilson Fisk, CEO da Fisk Construction. Seus guindastes dominam o horizonte enquanto as barras de aço de sua marca oferecem apoio aos arcabouços da maior parte dos arranha-céus mais altos da cidade de Nova York. Como a cidade é essencialmente sua, Fisk olha para o exterior para expandir seu império.

Alguns se preocupam com suas aspirações globais, mas quem se importou quando ele resgatou sozinho nossos trabalhadores de classe média e colarinho azul? Centenas de novaiorquinos que estavam desempregados agora estão trabalhando, ao passo que as empresas de todo o mundo lutam por espaço em qualquer uma das torres comerciais de Fisk.

Fisk tem tanto sucesso que ele até mesmo investe sua própria renda em novos projetos. Isso pode soar duvidoso, mas é melhor que um magnata que venceu por seus próprios méritos se autofinancie em vez de usar o dinheiro de quem paga impostos.

Se ele quiser, ele pode expandir sua empresa para além dos oceanos e dos mundos. Com toda essa parcela do horizonte da cidade de Nova York influenciada pelo magnata, esse é o mundo de Fisk. Nós só vivemos nele; ou, na verdade, só o alugamos.

O HOMEM POR TRÁS DA ARANHA

Os leitores enviam suas opiniões sobre a verdadeira identidade do Spider-Man

Bryan I., Manhattan:
“Aposto que ele é uma ex-aberração de circo que não curtiu a emoção do trapézio. Pensem nisso: ele se balança de prédio em prédio como se a vida dele fosse só isso.”

Jacinda C., Midtown:
“Ai, ele deve ser um marombeiro que só quer se exibir.”

James S., Bronx:
“Não sei quem ele é, mas sei o que ele é: um criminoso. Se o Spider-Man estivesse mesmo do nosso lado, ele mostraria a cara. Caso contrário, ele não é melhor do que um bandido que ele captura.”

COBERTURAS ROUBADAS

Não há pistas de quem está saqueando os ricos
Por Betty Brant

Uma série de roubos cujo alvo é a elite da cidade de Nova York deixa a polícia coçando a cabeça. Quem seria suficientemente tolo para ter como alvo quem é rico e poderoso na cidade de Nova York? Parece que é alguém familiarizado com sistemas de segurança domésticos sofisticados, do tipo que normalmente é reservado a museus de arte e importadoras de diamantes.

As autoridades não têm nenhuma pista que confirme se as invasões são realizadas por um único ladrão ou um círculo de criminosos. Fontes internas declaram que o criminoso deixa uma “assinatura” em cada cena de crime, pelo menos confirmando os palpites da polícia de que não é um bandido comum que rouba a elite da cidade.

As famílias mais abastadas da cidade exigem justiça, botando lenha na fogueira para que a polícia resolva o caso. Se eles continuarem fracassando, alguns sugerem que as vítimas convidarão forças externas para descobrir quem é o bandido de um milhão de dólares e encarcerá-lo.

© 2018 MARVEL

EDIÇÕES DO CLARIM DIÁRIO